Grupo incendeia ônibus e espanca comandante da PM

Por fabiosaraiva
Policiais resgatam coronel da PM, ferido por mascarados | Mário Angêlo/Sigmapress/Folhapress Policiais resgatam coronel da PM, ferido por mascarados | Mário Angêlo/Sigmapress/Folhapress

Um grupo que participava da passeata pelo passe livre em São Paulo forçou a entrada no Terminal Parque Dom Pedro 2º e, após conseguir abrir os portões do local, começou a depredar ônibus e bilheterias.

Mascarados picharam paredes, depredaram quiosques e quebraram e incendiaram ônibus que estavam estacionados nos pontos finais. Algumas pessoas fizeram até pequenos furtos.

Manifestantes ainda arrancaram extintores dos veículos e os usaram para quebrar cabines. Black blocs também danificaram 15 caixas eletrônicos, que ficam dentro do terminal.

Ao menos 36 pessoas foram detidas e levadas para o distrito policial.

Houve confronto e um coronel da PM, responsável pela ação e policiamento do centro, foi espancado e atingido por uma pedra.

Antes, na praça da Sé, a polícia usou bombas de gás lacrimogênio.

Cerca de 3 mil manifestantes e militantes do MPL (Movimento Passe Livre), segundo a Polícia Militar, participaram da passeata. Entre eles estavam integrantes do grupo black bloc. Os ativistas pedem que o preço da tarifa de ônibus na capital paulista seja gratuita.

A manifestação teve início pacificamente no Theatro Municipal, passou por ruas do centro antigo da cidade, desceu para a avenida Tiradentes e está na região da Sé.

O protesto faz parte da Semana Nacional de Luta pelo Transporte Público promovida pelo MPL.

Em meio à confusão generealizada, pessoas assustadas passaram mal. Depois, os manifestantes se espalham pelas ruas do centro de São Paulo.

Outros protestos

O transporte foi tema de outros protestos pelo país. Brasília, no Distrito Federal, manifestantes pularam as catracas do metrô. Eles também interditaram avenidas do Eixo Monumental de acesso à rodoviária da capital federal.

Em Curitiba, no Paraná, Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e Florianópolis, em Santa Catarina, também houve manifestações por melhorias no transporte púiblico e passagem gratuita para a população.

Veja as imagens:

Loading...
Revisa el siguiente artículo