Secretários ignoram pedido de Haddad para ir de ônibus

Por Carolina Santos

Desde o início do mês, o prefeito Fernando Haddad (PT) começou a ir de ônibus do seu apartamento, no Paraíso, para a sede da prefeitura, no viaduto do Chá. A ideia é incentivar secretários a trocarem o carro pelo transporte público. Mas, até agora, a maioria não abandonou os carros oficiais. Dos 27 secretários de Haddad, apenas 6 utilizam o transporte público com frequência. As faixas exclusivas de ônibus têm sido uma das principais bandeiras do início da administração de Haddad.

O Metro Jornal entrou em contato com todas as pastas na última semana. Parte deles sequer respondeu (veja quadro). Os outros deram os mais variados motivos para não usar o transporte público.

João Antônio (Relações Institucionais), que mora no Tatuapé, diz que perderia muito tempo indo de lá ao centro de ônibus. Curiosamente, o secretário Simão Pedro (Serviços), que mora na mesma região e é um dos seis que seguiram o exemplo do prefeito, diz que economiza cerca de 50 minutos indo de ônibus, pelo corredor da radial Leste.

O secretário de Segurança Urbana, Roberto Porto, que mora em Pinheiros, diz que é inviável utilizar o transporte público.

Para a especialista em marketing, Juliana Ribeiro Conz, de 32 anos, a melhor forma de convencer os secretários a usar o transporte público seria o corte de benefícios. “Deveriam acabar com carros oficiais, garagem gratuita, auxílio combustível e táxi, exceto em casos de real necessidade”, comentou via metrojornal.com.br.

 

transporte-público-haddad-arte

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo