Na cidade de São Paulo, 53% já foram vítimas de algum crime

Por fabiosaraiva

Pesquisa divulgada ontem pelo Centro de Políticas Públicas do Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa) mostra que mais da metade (53%) da  população da cidade de São Paulo já foi vítima de algum tipo de crime pelo menos alguma vez na vida.

A marca é 2,6% superior ao último levantamento, feito em 2008, e 8,5% menor que a da primeira pesquisa feita há 10 anos.

Movimentação de Policiais militares na Vila Cachoeirinha, zona norte, onde homem foi baleado após assalto em 20 de setembro | Mario Angelo/Sigmapress/Folhapress Movimentação de Policiais militares na Vila Cachoeirinha, zona norte, onde homem foi baleado após assalto em 20 de setembro | Mario Angelo/Sigmapress/Folhapress

Segundo o estudo, 33,2% dos entrevistados tiveram algum bem roubado ou furtado, 17% foram ameaçados com armas de fogo, 13,6% disseram que sua casa foi pelo menos uma vez invadida e 11% afirmaram já ter sofrido agressão física.

Fraudes em cartões de crédito são o tipo de crime que mais cresceu nos últimos 10 anos na cidade: 327,5%, entre 2003 e 2013. No mesmo período, fraudes envolvendo cheques e recebimento de dinheiro falso tiveram queda de 50,1% e 47,9%, respectivamente.

O levantamento também confirma um problema grave, a subnotificação. Das vítimas de roubo, 64% não comunicaram o caso à polícia. No caso de furtos, 80% não foram à polícia. Segundo a pesquisa, a maioria dos entrevistados alegou que não registrou o caso por medo de represálias ou por acreditar que seria uma perda de tempo. Para o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, a baixa procura das pessoas para registrar ocorrências é um “enorme obstáculo”.

Foram entrevistadas para a pesquisa 10.967 pessoas na cidade de São Paulo nos anos de 2003, 2008 e 2013.

Vitimizados-ao-longo-da-vida

Loading...
Revisa el siguiente artículo