Após reintegração, grupo fecha linha 12 da CPTM

Por talita
PM usou bombas de gás |Mariana Topfstedt/ Folhapress PM usou bombas de gás |Mariana Topfstedt/ Folhapress

Uma reintegração de posse de dez terrenos da CDHU no Jardim Pantanal, na zona leste, terminou em confronto ontem entre invasores e policiais. Mais tarde, os moradores bloquearam a linha 12-Safira da CPTM. Duas pessoas foram presas.

A polícia iniciou a desocupação às 6h50. Os moradores atiraram pedras contra os PMs, que revidaram com spray de pimenta e gás lacrimogêneo. Um carro foi queimado e dois veículos da PM depredados. Cerca de 150 famílias ocupavam os terrenos desde o dia 6 de setembro.

Por volta das 10h30, a reintegração já havia sido concluída.  À tarde, o grupo interditou com barreiras de fogo um trecho da linha da CPTM, entre as estações Comendador Ermelino e São Miguel Paulista. O trecho foi desbloqueado às 18h30. A avenida Marechal Tito também foi bloqueada.

Devido a superlotação de ontem, quatro estações foram fechadas e só reabertas às 19h. A CDHU disse que nos terrenos que haviam sido invadidos serão construídos praças e escolas.

À noite, outra manifestação bloqueou a rua da Consolação, no sentido centro. Cerca de 150 pessoas fecharam a via pedindo melhorias na educação e protestando contra o leilão do pré-sal.

À tarde, também na zona leste, comerciários protestaram contra a construção de um terminal de ônibus no Itaim Paulista. Eles afirmam que as desapropriações de imóveis comerciais causarão desemprego.

Na zona sul, moradores interditaram a Estrada do M’Boi Mirim em protesto contra a extinção de seis linhas de ônibus.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo