Identificado 2º suspeito de roubo a moto em São Paulo

Por Carolina Santos

A Polícia Civil já identificou o segundo suspeito de ter tentado roubar a moto de um segurança em São Paulo, no último sábado. O homem aparece nas imagens registradas por uma câmera que estava acoplada ao capacete da vítima, em um cruzamento da zona leste da capital paulista.

Segundo a polícia, outras três vítimas reconheceram os criminosos. O suspeito, de 19 anos, já tinha passagem na polícia por tráfico de drogas e segue foragido.

Nesta segunda-feira, o motociclista que filmou a tentativa de assalto resolveu aparecer em frente às câmeras com exclusividade no Brasil Urgente. “Eu sou a vítima. Quem tem que se esconder não sou eu”, afirmou Anderson. O motociclista voltou a explicar o assalto e mostrou a câmera usada por ele no capacete para filmar a ação dos criminosos.

“A câmera estava no queixo. Acho que o assaltante viu, mas estava mais preocupado em levar a moto”, disse o segurança.

“Foi meu salvador”

Ao parar em um semáforo com sua motocicleta, o homem foi abordado por dois criminosos em outra moto, sendo que um deles o ameaçou com um revólver. Quando se preparava para fugir, a dupla foi surpreendida por um cabo da PM que passava pelo local de carro. Fardado, o agente atirou duas vezes contra o bandido armado, que caiu ferido e foi preso. O outro ladrão conseguiu fugir.

“Foi meu salvador. Na hora eu pensei: ‘Graças a Deus que apareceu um santo homem na minha frente para resolver a situação’ “, disse o motociclista assaltado, que trocou poucas palavras com o policial e apenas teve a chance de agradecê-lo.

A vítima confessou que teve medo de morrer ao pensar que o bandido poderia ter disparado se tivesse notado a câmera acoplada em seu capacete. “Ele estava com o dedo no gatilho”, afirmou.

Em conversa com a BandNews FM, o motociclista disse pode se desfazer do veículo após o susto. “Estou pensado em passar ela para frente, em vender, não desejo isso para ninguém”, justificou.

O assaltante ferido levou dois tiros e foi levado para o pronto-socorro do Hospital do Tatuapé, onde foi atendido. Segundo a instituição médica, ele passa bem e não corre risco de morrer.

Loading...
Revisa el siguiente artículo