Justiça determina reintegração de prédio da USP Leste

Por Tercio Braga

A Justiça de São Paulo determinou nesta quinta-feira a reintegração de posse do prédio da USP Leste. Desde 2 de outubro, o edifício está ocupado por estudantes. Eles reivindicam eleições diretas na universidade e querem que a USP adote medidas para a descontaminação do solo da região.

Segundo a sentença que determinou a desocupação do prédio, a ocupação prejudica o funcionamento da Universidade, impede servidores de cumprir a carga horária, e pode gerar depredação do patrimônio público.

O terreno da USP Leste concentra gás metano, mas de acordo com a Cetesb, não há risco à população local. Em setembro, encerrou o prazo dado pelo órgão para que a instituição elimine a concentração de gases inflamáveis.

Na tarde de quarta-feira, a Justiça negou um outro pedido de reintegração de posse. Dessa vez, porém, a ação pedia que os estudantes acampados na reitoria da USP, na Cidade Universitária, deixassem o local. O juiz revogou a reintegração pois considerou que a universidade optou apenas pela força para encerrar uma situação, sem dialogar com os estudantes.

Loading...
Revisa el siguiente artículo