Editorial - Terra de ninguém?

Por fabiosaraiva

O vandalismo gratuito e revoltante voltou a tomar conta de áreas centrais do Rio e de São Paulo deixando as populações indignadas. É uma violência sem limites, que cresce na exata medida em que as autoridades demonstram incapacidade técnica e receio político de atuar para manter a ordem sem desrespeitar a lei.

As manifestações legítimas acabam deformadas pela ação de baderneiros irresponsáveis. Mascarados ou não, eles espantam a classe média das ruas e atraem o repúdio da população indefesa.

Já depredaram prédios públicos e privados, impediram o funcionamento de instituições e, de afronta em afronta, parecem intimidar cada vez mais as autoridades. A questão é saber até onde vai isso? O poder público vai permitir que nossas cidades se transformem em terra de ninguém? O medo da população é natural e compreensível. Já o medo dos governantes – que têm o poder legítimo de polícia – é vergonhoso.

Grupo Bandeirantes de Comunicação  

Loading...
Revisa el siguiente artículo