Manifestantes exigem resposta da Secretaria de Habitação

Por Tercio Braga

O grupo de moradores que bloqueia uma rua na zona sul de São Paulo promete deixar o local apenas quando a Secretaria Municipal de Habitação se posicionar sobre o pagamento do auxílio-aluguel, que estaria atrasado há dois meses. Os 100 manifestantes também reivindicam a construção de moradias na região. O ato começou por volta das 6h desta segunda-feira.

O protesto acontece na Rua Doutor Luiz Migliano, que está totalmente fechada na altura da Avenida Marechal Juarez Távora, de acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). O bloqueio da via complica o trânsito para quem tenta sair do bairro e seguir para outras áreas do Morumbi ou ir para o centro da cidade. A CET sugere que, para evitar a região, o motorista use as avenidas Marechal Juarez Távora e Doutor Guilherem Dumont Vilares.

Os manifestantes atearam fogo em um veículo abandonado, que explodiu, deixando duas pessoas feridas. Outros objetos também foram incendiados no local.

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros estão no local, mas apenas acompanham o protesto.

Por causa do protesto, seis linhas de ônibus foram desviadas da região, segundo a SPTrans, empresa que gerencia o transporte público da capital paulista.

Por causa do protesto, seis linhas de ônibus foram desviadas da região.

Loading...
Revisa el siguiente artículo