Morte de jovens é esclarecida pela polícia

Por Carolina Santos
Mary Vieira Knorr, de 53 anos | Reprodução Mary Vieira Knorr, de 53 anos
| Reprodução

A Polícia Civil afirma ter esclarecido a morte das duas adolescentes que foram encontradas mortas em uma casa no Butantã. Para a polícia, não restam dúvidas de que a mãe assassinou as meninas, de 13 e 14 anos, e o cachorro da família.
Segundo a investigação, Mary Vieira Knorr, de 53 anos, matou as duas filhas e o cão da família na casa em que moravam na semana passada.

Agora, a polícia irá pedir à Justiça um exame de sanidade mental da mulher. Com isso, será possível saber se ela agiu em decorrência de um surto psicótico.
Presa em flagrante pelos assassinatos, Mary teria confessado os crimes. Alterada, ela teria dito que queria se suicidar.

Mary foi levada para um hospital, onde permanece internada sem previsão de alta. Mesmo não tendo ido à delegacia, a mulher foi indiciada pelos homicídios, ou seja, responde formalmente como autora dos assassinatos. O diagnóstico é de transtorno mental por conta do uso de sedativos.

Laudos da Polícia Científica vão esclarecer como as meninas foram mortas.

As principais hipóteses são de asfixia causada por gás de cozinha ou esganadura. O inquérito policial deve ser concluído na segunda-feira.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo