Haddad veta umbanda como patrimônio cultural

Por Carolina Santos

O prefeito Fernando Haddad (PT) vetou ontem projeto de lei que transforma  umbanda em patrimônio cultural imaterial de São Paulo.

A proposta havia sido aprovada em duas votações pela Câmara Municipal. O projeto, assinado por 18 dos 55 parlamentares, foi liderado pelo vereador umbandista Laércio Benko (PHS).

Segundo Haddad, para que a umbanda possa ser declarada como patrimônio imaterial, é necessário um “criterioso estudo técnico” por meio do procedimento administrativo.

Em sua justificativa oficial, o prefeito afirmou também que, para declarar um bem como patrimônio imaterial, devem existir aspectos que ultrapassem critérios políticos, técnicos ou jurídicos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo