Cetesb garante que área da USP não tem risco

Por talita
Alunos protestam após pedido de afastamento do diretor da USP Leste | Cid Barbosa/Sigmapress/Folhapress Alunos protestam após pedido de afastamento do diretor da USP Leste | Cid Barbosa/Sigmapress/Folhapress

Apesar do atraso de algumas exigências ambientais, a Cetesb garante que o terreno onde está localizada a USP Leste não oferece risco à saúde. Segundo a estatal, a colocação de uma placa interditando a área central do campus foi um “mal entendido”, que gerou uma preocupação irreal na comunidade acadêmica.

O local onde os prédios foram construídos foi usado no passado como aterro de lixo orgânico. Com o passar do tempo, esse material começou a emitir gás metano, que é tóxico e explosivo.

Temendo prejuízo à saúde, alunos, professores e funcionários da USP Leste iniciaram, nesta semana, uma greve que só deverá terminar quando o problema for solucionado.

A diretora de Avaliação de Impacto Ambiental da Cetesb, Ana Cristina Pasini Costa, explicou que o terreno não oferece riscos à comunidade estudantil.

O governador Geraldo Alckmin também esclareceu que o aviso no campus não foi instalado pelo órgão do estado e disse que espera que o impasse seja resolvido nos próximos meses.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo