Tempo seco na capital faz crescer procura por médicos

Por fabiosaraiva
Banhistas aproveitam tarde de sol no Sesc Belenzinho | André Porto/Metro Banhistas aproveitam tarde de sol no Sesc Belenzinho | André Porto/Metro

A baixa umidade do ar registrada na capital nos últimos dias tem aumentado a procura por atendimento em hospitais e consultórios. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, houve um crescimento de 30% na busca pelos serviços da rede pública na última semana.

E a situação só deve melhorar na semana que vem, quando uma frente fria deve chegar à cidade. Até lá, os índices de umidade do ar permanecem abaixo de 30%.

O calor também continua durante toda a semana. Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a máxima nesta quinta-feira chega aos 30oC. A mínima ficará em torno dos 15oC. As temperaturas continuam subindo até domingo, quando os termômetros poderão chegar aos 32oC.

Quem mais sofre com o tempo seco são crianças e idosos. Com menor resistência imunológica, a maior parte das reclamações fica por conta de doenças como gripe, rinite e alergias.

“No meu consultório, metade das consultas nessa época são de doenças respiratórias, ante 20% do restante do ano”, afirma o infectologista Paulo Olzon.

Especialistas recomendam aumentar o consumo de água nesta época do ano e evitar a prática de exercícios no fim da manhã e no início da tarde (veja quadro). A otorrinolaringologista Eliézia Alvarenga diz que as pessoas também devem ter casacos sempre às mãos.

A recomendação é para reduzir os riscos de choques térmicos por conta de mudanças bruscas de temperatura ao longo do dia, que são comuns nessa época do ano na cidade.

 

Dicas-para-o-tempo-seco

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo