Pais vão à Justiça para obter vaga em creches municipais

Por fabiosaraiva

Cresceu em 58% o número de paulistanos que precisaram recorrer à Justiça para obter uma vaga em creches do município. No ano passado, 12.071 vagas só foram liberadas pela prefeitura após ordem judicial, em 2011, foram 7.632.

A informação foi dada ontem pelo secretário municipal de Educação, César Callegari, durante audiência pública no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Segundo o procurador-geral do município, Celso Coccaro, até ontem havia outras 3.280 ações que pediam vagas em creches este ano. De acordo com a Defensoria Pública, cerca de 60 pais são atendidos diariamente solicitando o ingresso de uma ação judicial para a liberação de vagas. Até junho, a fila na capital era de 127,4 mil crianças.

O secretário voltou a dizer que quer criar uma fila social para facilitar o acesso dos mais pobres ao serviço. “Vamos priorizar o atendimento preferencial para pessoas com vulnerabilidade social”, disse.

A Defensoria cobrou da prefeitura um cronograma para que seja implementado o plano de criação de 52 mil novas vagas. O prefeito Fernando Haddad (PT) promete abrir 16 mil vagas ainda este ano.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo