Câmara dos Vereadores de Campinas reforça segurança após invasão

Por talita

Depois de afirmar que a invasão sofrida pela Câmara de Vereadores em Campinas, na semana passada, é um caso de polícia, o presidente do Legislativo, Campos Filho (DEM), não quis arriscar e pediu reforço na segurança do prédio para a Polícia Militar e Guarda Municipal para a sessão de hoje.

Além disso, para garantir a reunião, foi feita uma força-tarefa para consertar os estragos feitos pelos ocupantes.  O plenário tem capacidade para 450 pessoas.

Os vereadores  irão analisar 19 projetos na sessão, mas o que deve pautar mesmo a tribuna será o envolvimento ou não de parlamentares na manifestação.

De acordo com a assessoria de imprensa, servidores  trabalharam ontem na recuperação dos móveis. No sábado, a fiação elétrica foi consertada.

O pedido de ajuda à polícia ocorreu mesmo sem que nenhuma manifestação ter sido convocada pelas redes sociais. O pedido é preventivo e não foi informado o número do efetivo.

Na última quarta-feira, manifestantes ocuparam a Câmara por cinco horas. Eles destruíram parte do plenário. Muitos empunhavam bandeiras do PSOL e PSTU. Cerca de 150 pessoas foram levadas à delegacia.

A Câmara vai entrar com ação indenizatória contra os ocupantes. Um pedido de apuração sobre envolvimento de vereadores e funcionários no ato foi pedido na Corregedoria. 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo