São Paulo vai fabricar mais 96 remédios para o SUS

Por Carolina Santos

O governo do Estado irá ampliar a oferta de medicamentos na rede pública de saúde a partir de uma Parceria Público-Privada entre a Furp (Fundação para o Remédio Popular), laboratório oficial da Secretaria de Estado da Saúde, e a EMS, maior farmacêutica de capital nacional.

A expectativa é de que sejam produzidos 96 novos medicamentos anualmente, em um total de 1,26 bilhão de comprimidos.

A empresa deverá investir R$ 130 milhões em cinco anos na fábrica de medicamentos estatal de Américo Brasiliense, localizada na região de Araraquara.

A PPP prevê  transferência de tecnologia da empresa parceira para a fábrica estatal, o que tornará a Furp o laboratório farmacêutico público com a maior lista de produtos genéricos do país.

Segundo o governo do Estado, haverá economia para os cofres públicos, pois caberá ao parceiro privado a realização dos investimentos necessários à operação da fábrica. Os registros de medicamentos genéricos, bem como com as despesas com pessoal, também ficarão a cargo da empresa privada.

A plena operação da fábrica demandará a contratação de cerca de 400 novos funcionários. A PPP se dará na modalidade de concessão administrativa, pelo prazo de 15 anos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo