Cansado do trânsito, paulistano troca carro por ônibus e metrô

Por Carolina Santos

A irritação com trânsito da capital está fazendo aumentar o número de motoristas que decidem deixar  o carro em casa para utilizar outros meios de transporte.

Pesquisa realizada pelo Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas) mostra que, nos últimos dois anos, 57% dos paulistanos deixaram de usar o automóvel como principal forma de locomoção: 19% abandonaram  o carro e 38% restringiram seu uso aos fins de semana.

Por dia, circulam em São Paulo cerca de 3,5 milhões de veículos.

O estudo realizado para a segunda série do livro, “Como viver em São Paulo sem carro” entrevistou 600 pessoas. Segundo a pesquisa, a mudança de hábito está relacionada a estresse enfrentado no trânsito.

Cerca de 58% dos entrevistados consideram o trânsito a maior causa de infelicidade de viver na cidade. Outros 27% consideram o trânsito como “uma das principais causas de infelicidade” na vida da capital.

A maioria dos que abandonaram o carro optou por andar a pé e de ônibus: são 78% e 70% respectivamente. A conta supera 100% porque as pessoas adotam mais de uma opção de transporte por dia.

O metrô também é bastante utilizado pelos paulistanos que abandonaram o carro: 61% utilizam o meio de transporte.

Outros 20% dos que largaram o carro dizem que passaram a se locomover de carona, táxi (15%) ou bicicleta (11%).

Para o especialista em trânsito pela escola politécnica da USP Cláudio Barbieri da Cunha, o carro tem se tornado menos competitivo como transporte e a tendência é que mais pessoas abandonem o uso diário do veículo particular.

“Tem havido alguma melhoria no transporte sobre trilhos e nos ônibus com a implantação das faixas exclusivas. Mas ainda é preciso aumentar os investimentos”.

 

cidadao

Loading...
Revisa el siguiente artículo