Dois soterrados em explosão deixam hospital

Por Carolina Santos
Adeilson Rodrigues com o filho Giuliano | Robson Ventura/Folhapress Adeilson Rodrigues com o filho Giuliano | Robson Ventura/Folhapress

As duas crianças soterradas após explosão de um botijão de gás anteontem na Vila Brasilândia (zona norte) receberam alta ontem. Edizo do Carmo da Silva, de 61 anos, e sua nora, Jaqueline Silva, de 19 anos, seguem internados no HC (Hospital das Clínicas).

A situação mais grave é a de Silva, avô da família que morava na casa atingida pela explosão. Ele teve queimaduras de terceiro grau em 30% do corpo, está em coma induzido e respira com a ajuda de aparelhos. Segundo boletim médico divulgado pelo HC, seu estado de saúde é estável.

Jaqueline permanece internada no hospital porque passou por uma cirurgia na perna. Ela afirmou que Deus deu uma nova chance para ela poder criar seu filho, Giuliano Silva, de 1 ano e 3 meses, que foi resgatado ileso pelos bombeiros e liberado após avaliação médica. O pai dele, Adeilson Rodrigues, esteve na casa ontem tentando reaver documentos. Em 2012, foram registrados mais de 4 mil casos de ocorrências envolvendo vazamentos de gás de cozinha no Estado.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo