Multas por desrespeito a pedestres caem 33%

Por Carolina Santos

O número de multas aplicadas em motoristas que desrespeitaram pedestres nas ruas da capital caiu no primeiro semestre deste ano. Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), foram 151 mil multas até julho, ante 226 mil no mesmo período do ano passado. Uma queda de 33%.

Na avaliação da prefeitura, a queda é resultado do aumento no respeito por parte dos motoristas. Essa mudança permitiu mudar o foco de atuação dos agentes da CET, que passaram a priorizar as faixas e os corredores de ônibus. (leia mais na página 2.)

Em março, um levantamento feito pelo órgão  apontou que a campanha de proteção a pedestres havia surtido uma melhora no comportamento dos condutores. Realizada em quatro cruzamentos, a pesquisa mostrou que 29% dos motoristas davam preferência aos pedestres e 60% utilizavam a seta para sinalizar uma conversão.

 

Histórico 

Lançado em 2011, na gestão Gilberto Kassab (PSD), o programa de proteção ao pedestre foi colocado em prática nos cruzamentos com maior incidência de acidentes envolvendo veículos e pedestres.

Números da CET mostram que, entre janeiro e maio deste ano, 204 pedestres morreram nas ruas e avenidas da cidade, ante 268 no mesmo período de 2011, quando o programa ainda não havia sido implantado.  Os dados revelam uma queda de 24%.

 

Multas

O motorista que parar sobre a faixa de pedestres na mudança de semáforo perde 3 pontos na carteira e deve pagar uma multa de R$ 85,12. Quem deixar de dar preferência ao pedestre na faixa perde 7 pontos e paga R$ 191,53.

 

André Porto/Metro André Porto/Metro
Loading...
Revisa el siguiente artículo