Homem mais procurado do Japão é preso em Minas Gerais

Por Tercio Braga

O homem mais procurado do Japão afirma ao ser preso no Brasil que matou a ex-namorada e os dois filhos dela por causa de uma dívida de US$ 20 mil.

Edilson Donizete Neves, de 50 anos, foi encontrado em um sítio em Córrego do Bom Jesus, no interior de Minas Gerais, quase sete anos após os crimes.

Sônia Ferreira Misaki tinha 41 anos na época e morava com os dois filhos, um de dez e o outro de 15 anos, na província de Shizuoka. Eles foram estrangulados em 18 de dezembro de 2006.

Ao ser capturado, o brasileiro, que também era o terceiro criminoso mais procurado de São Paulo, contou detalhes dos crimes, relata o chefe da representação regional da Interpol, delegado Marcelo Sabadin Baltazar, à Rádio Bandeirantes.

Em 2008, Edilson Donizete chegou a ser preso no Brasil, mas cumpriu apenas seis meses de prisão após conseguir um habeas corpus.

Mesmo procurado desde 2009, quando teve novamente a prisão decretada, o acusado conseguiu renovar a carteira de habilitação em Jandira, no interior paulista.

Loading...
Revisa el siguiente artículo