Movimento Passe Livre organiza protesto nesta quarta no Anhangabaú

Por Tercio Braga
Paulista foi palco de vários protestos contra o governo em 2013 | ABr Paulista foi palco de vários protestos contra o governo em 2013 | ABr

Após a onda de protestos  contra os reajustes nas tarifas do transporte público,  que parou a cidade entre os meses de maio e junho, o MPL (Movimento Passe Livre) volta às ruas do centro da capital nesta quarta-feira.

De acordo com os líderes do movimento, o ato, marcado para as 15h, no Vale do Anhangabaú, foi motivado pelas denúncias de uma suposta formação de cartel e de superfaturamento em licitações para compra de trens e equipamentos para a CPTM e para o Metrô, durante os anos de 1998 e 2007.

A manifestação, batizada de “chega de sufoco”, também tem na pauta a melhora no serviço prestado à população e o fim dos modelos de concessão de linhas do metrô à iniciativa privada.

Após a concentração no Anhangabaú, os manifestantes irão caminhar pelas ruas do centro. Segundo os organizadores, o trajeto não incluirá a avenida Paulista, palco de diversas manifestações e da comemoração após o anúncio da redução das tarifas de R$ 3,20 para R$ 3, no dia 20 de junho.

O MPL disse ontem que ainda não havia entrado em contato com PM (Polícia Militar) para discutir o percurso do ato de amanhã. A PM informou que ainda não definiu como será a operação para acompanhar o ato.

Investigação 

O MPF (Ministério Público Federal) solicitou à Justiça acesso ao material recolhido em apreensões feitas pela Polícia Federal nas empresas suspeitas de participar do cartel nas licitações do Metrô e da CPTM. A Procuradoria informa que espera uma resposta do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), órgão responsável pela  investigação.

Loading...
Revisa el siguiente artículo