Polícia diz estar perto de autor de assassinatos em Mairinque

Por fabiosaraiva

O delegado seccional de Sorocaba, Marcelo José Carriel, afirmou à Rádio Bandeirantes que as investigações sobre a morte do subcomandante da GCM (Guarda Civil Municipal) de Mairinque, e de sua esposa, avançaram neste fim de semana. O filho do casal continua internado.

João Vitor Lanes, de 10 anos, está com uma bala alojada na cabeça. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, o estado do menino é considerado gravíssimo, porém estável. Ele está internado no Hospital Regional de Sorocaba, no interior de São Paulo. Os médicos ainda estão decidindo se vão retirar o projétil.

Segundo a Polícia Civil, o subcomandante Laércio de Souza Lanes, de 44 anos, e a esposa, Lindalva Prado Lanes, foram mortos na sala de jantar da residência, em Mairinque. Os dois foram atingidos por um tiro na cabeça, e não resistiram aos ferimentos.

Depois dos assassinatos, os criminosos fugiram com os carros da família. Um dos veículos capotou ainda perto da casa, e o outro foi encontrado queimado em uma estrada de terra.

A polícia investiga a suspeita de latrocínio ou execução. Laércio estava na GCM de Mairinque há 21 anos, mas, de acordo com a polícia, o subcomandante não fazia nenhuma prisão desde 2011. O irmão de Laércio, Adriano Dutra Lanes, disse não acreditar na hipótese de roubo seguido de morte.

A arma usada no crime, segundo a polícia, foi uma calibre 36, tipo de armamento usado para caça.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo