Termina protesto em Congonhas. Aeroporto segue com voos atrasados

Trabalhadores protestaram contra as demissões |Elza Fiuza/ABr Trabalhadores protestaram contra as demissões |Elza Fiuza/ABr

A situação no aeroporto de Congonhas está começando a se normalizar após um protesto no saguão e em sua área externa nesta manhã em São Paulo. Os manifestantes, que integram o Sindicato dos Aeroviários e a Força Sindical, estão se dispersando, segundo a repórter Ana Néri, da Rádio Bandeirantes.

Neste momento, dos 50 voos programados, 18 estão atrasados e 5 cancelados. Os atrasados representam 40% do total, porcentagem acima dos 15% que a Infraero considera normal.

O protesto, que começou com bloqueios na avenida Washington Luís e no túnel Paulo Autran – que dá acesso ao aeroporto – passou para a área interna. Os manifestantes, então, passaram a bloquear a área de check-in, impedindo que passageiros pudessem despachar suas bagagens.

A operação de pousos e decolagens foi afetada. Os voos chegaram a ficar com duas horas de atraso.

Uma das causas do protesto foi a demissão de funcionários da companhia aérea TAM.

 

Loading...
Revisa el siguiente artículo