Após descarrilamento, metrô de SP tem dia de caos e atrasos

Por talita
|Reprodução Trajeto de 20 minutos chegou a uma hora|Reprodução

Passageiros do metrô enfrentaram muitas dificuldades para voltar para casa ontem. O descarrilamento de um trem que chegava à estação Palmeiras-Barra Funda, linha 3-Vermelha, por volta das 11h50, resultou em filas nas catracas, plataformas superlotadas e estações fechadas.

Segundo o metrô, a composição saiu dos trilhos após  um problema em um dos jogos de rodas. Os passageiros foram retirados dos vagões e voltaram à plataforma pelo corredor de emergência. Ninguém ficou ferido.

Com um dos trilhos bloqueado, a viagem entre as estações Santa Cecília e Barra Funda era feita por uma única via,  o que prejudicou a circulação nas linhas 3-Vermelha, 1-Azul e 2-Verde que, juntas, transportam cerca de 2,7 milhões de pessoas por dia.

O trajeto entre República e Barra Funda, que leva no máximo 20 minutos no horário de pico, chegava a uma hora.

Desde o final da tarde, passageiros formavam longas filas na frente das estações Santa Cecília e Marechal Deodoro. Na tentativa de controlar a situação, o Metrô bloqueou o acesso  às duas estações e divulgou nota pedindo que os usuários evitassem a linha 3. A companhia indicava as linhas 7-Rubi e 11-Coral da CPTM como alternativas.

Em nota, o Metrô informou que abriu uma sindicância para apurar as causas do descarrilamento na Barra Funda. A investigação irá durar cerca de 30 dias. Às 21h, a circulação dos trens foi normalizada nas três linhas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo