14 policiais são acusados de tortura e estupro em São Paulo

Por fabiosaraiva
A ação da polícia foi muito questionada durante a desocupação do Pinheirinho / Daniel Mello/ABr A ação da polícia foi muito questionada durante a desocupação do Pinheirinho / Daniel Mello/ABr

A PM afastou 14 policiais suspeitos de cometer lesão corporal, estupro e tortura contra seis pessoas em São José dos Campos. Eles foram indiciados ontem.

Os crimes aconteceram em 22 de janeiro do ano passado, quando os policiais foram à cidade para reforçar o patrulhamento no dia da desocupação de uma favela conhecida como Pinheirinho.

As investigações que levaram ao afastamento dos PMs começaram após denúncia do jornal “Folha de S.Paulo”. As vítimas foram abordadas pelos policiais em um bairro a cerca de 3 km do Pinheirinho, sob a acusação de tráfico de drogas.

Segundo a Corregedoria da PM, os quatro homens e duas mulheres foram torturados. As mulheres foram obrigadas a fazer sexo oral e um dos homens foi empalado com um cabo de vassoura. Apuração posterior, porém, apontou que eles não eram traficantes.

Os policiais negam os crimes.

Loading...
Revisa el siguiente artículo