Governo do Estado de SP aperta cerco contra policiais ‘bandidos’

Corregedoria vai passar a funcionar 24 horas para receber denúncias de desvios de conduta.

Por Carolina Santos
PM cumpre mandados em Campinas | Thomaz marostegan/metro campinas PM cumpre mandados em Campinas | Thomaz Marostegan/Metro campinas

Uma semana depois de o MP (Ministério Público) acusar 11 policiais e dois delegados do Denarc (Departamento de Narcóticos) de envolvimento com o tráfico de drogas, o governo estadual publicou decreto no “Diário Oficial” de ontem  determinando mudanças na Polícia Civil.

A Corregedoria vai passar a funcionar 24 horas para receber denúncias de desvios de conduta. Para isso, as equipes responsáveis por investigar  crimes praticados por policiais civis vão quase dobrar de tamanho.

“Teremos 10 policiais trabalhando todas as noites”, disse o corregedor-geral, Nestor Sampaio Penteado Filho.

Segundo ele, umas das maiores vantagens do novo modelo  está no fato de que “quem faz a ocorrência prossegue na investigação”.

Além disso, a Corregedoria criou um programa que cruza dados de policias que cometem crimes.

A ideia é criar um perfil padrão para investir em medidas de prevenção. “A partir de um cadastro com as informações dos policias que cometem crimes, vamos chegar a um perfil padrão”, diz Penteado Filho.

Ontem, mais um policial que estava foragido se entregou. Danilo da Silva Nascimento se apresentou. Um delegado já foi solto e três agentes continuam foragidos.

Loading...
Revisa el siguiente artículo