Do jeito certo: como guardar uma máscara quando ela não está em uso

Por Metro Jornal

2020 será lembrado como o ano das máscaras. Em diferentes cores e tamanhos, elas foram indicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a principal medida para conter o coronavírus.

Porém, após sete meses de pandemia, erros ainda são cometidos — e um deles é como armazenar uma máscara quando ela não está em uso. A máscara continua sendo a proteção de alta excelência para todos. Por essa razão, sua assepsia é essencial, ainda mais entre as reutilizáveis.

 

Leia também

 

Os descuidos no meio da pandemia

Nas ruas, testemunhamos que as pessoas deixam a máscara sobre uma mesa ou talvez sobre as pernas. Algumas pessoas amarram-na no braço, deixam pendurada em uma orelha ou simplesmente jogam fora.

Você não precisa ser um microbiologista para entender que armazenar uma máscara nessas condições é oposto ao higiênico. O risco não é apenas para coronavírus, mas para qualquer quantidade de bactérias expostas em cada superfície.

A farmacêutica Marián García disse que “colocar a máscara em superfícies pode infectar outras pessoas”.

 

Como guardar uma máscara corretamente

O método mais apropriado e simples é armazená-lo em um envelope de papel. Especialistas até recomendam depositá-lo no saco uma vez que seja descartado. A ideia é que ela não se deteriore. Assim lhe daremos uma vida mais útil.

Mas cuidado com os famosos sacos com zíper que são usados para armazenar produtos congelados. A contraindicação é que eles retêm a umidade e impedem a passagem de ar. Isso pode transformá-la em um algo muito perigoso.

Boticaria García acredita que máscaras reutilizáveis não são boas, mas entende que se tornaram um mal inevitável. “Você pode manter essa máscara em um saco, mas eu sempre recomendarei a tradicional e descartável”, disse.

 

Fonte: Nueva Mujer

Loading...
Revisa el siguiente artículo