Seu cão está com diarreia? Saiba como evitar

Por Metro Jornal

É bastante comum os cães terem diarreia e se você tem um animalzinho de estimação saiba que uma hora ou outra terá que lidar com o assunto.

É difícil definir qual a causa da doença nos cães, já que ela está ligada a uma série de problemas de saúde, como verminose, virose, cinomose, alergias alimentares e até mesmo alteração da dieta do cão, entre outras.

Além das fezes pastosas ou aquosas, outros sintomas denunciam a intensidade do problema no animal, como cólicas intestinais, rigidez abdominal e gases.

Mas sem dúvida, a aparência das fezes do cachorro e o tempo de duração da diarreia são os sinais com os quais o cuidador deve ficar mais atento, pois podem indicar se é uma alteração simples e passageira ou se é uma intoxicação severa e, portanto, grave.

Quando se trata de alterações alimentares, as fezes são volumosas e pastosas. Se a aparência for de clara de ovo, pode ser uma giardíase (infecção por parasitas). As diarreias por intoxicação pode ter sangue com as fezes (geralmente líquidas), também chamada de fezes pretas (muitas vezes não dá para ver o sangue misturado). Outro sintoma de intoxicação é a diarreia do cão vir acompanhada de vômitos.

Se a diarreia durar mais de 48h, vir acompanhada de vômitos ou se tiver sangue nas fezes, corra imediatamente para um veterinário.

De qualquer forma, durante uma diarreia mais branda, mantenha água fresca para o animal se hidratar e fique atento se ele está se alimentando. Lembre-se que somente o veterinário pode indicar remédios para os animais.

A melhor de evitar que seu cão sofra com problemas intestinais é manter suas vacinas em dia, uma alimentação balanceada e fazer visitas rotineiras ao veterinário.

Loading...
Revisa el siguiente artículo