5 dicas para cuidar de cães já idosos

Por Metro Jornal

Com os anos, os pelos de seu cão começam a ficar mais esbranquiçados e ele já não tem a disposição que tinha anteriormente. Aquela caminhada diária começa a pesar para eles e até o apetite muda. A idade não perdoa ninguém, nem nossos amigos caninos.

Nesta nova fase da vida, os cachorros precisam de cuidados diferentes do que o habitual, tanto na alimentação quanto na rotina diária de passeios.

Veja 5 dicas de como tratar seu amiguinho que está ficando idoso:

1 – Alimentação

cão idoso Reprodução

Nesta nova fase, as necessidades calóricas e nutricionais de seu cão mudam e talvez seja uma boa ideia conversar com seu veterinário sobre a melhor forma de readequar a alimentação. Mas não faça por conta própria, pode ser perigoso para o cãozinho.

 

2 – Atividade física

Cachorros com mais idade começam a ter problemas de fôlego e dificuldade de locomoção, mas é preciso manter as caminhadas para prevenir problemas como obesidade e diabetes. Só tome o cuidado de diminuir o percurso e desacelerar o passo.

 

3 – Cuidado com a temperatura

cão idoso Reprodução

Assim como ocorre conosco, com a idade os cachorros tendem a ter mais frio. Isso ocorre porque a pele do animal fica mais fina, por isso o frio pode trazer muito desconforto ao cão. Cuidado com as caminhadas externas nos dias muito frios (o mesmo vale para os dias muito quentes).

 

4 – Fique atento a cães com idades diferentes

Um cão idoso tem pouca energia, enquanto um filhote não para o dia todo. A convivência dos dois pode ser estressante e até gerar brigas. É importante monitorar a convivência dos animais nesta fase.

 

5 – Visita ao veterinário

cão idoso Reprodução

Cães nessa fase são mais propensos a doenças e o ideal é que a cada seis meses eles façam uma visita ao veterinário. O alerta do cuidador também deve se redobrado. Qualquer problema deve ser encarado como um alerta.

Loading...
Revisa el siguiente artículo