Estes são os efeitos do excesso de sol na pele

Por Metro Jornal

O sol é um dos principais aliados para fornecer vitamina D ao nosso corpo e fortalecer os ossos. No entanto, exceder a exposição solar pode ter sérias consequências para a saúde. De acordo com o portal Nueva Mujer, incluem:

  • Queimaduras.
  • Fotodermatite e acne.
  • Manchas, melasma ou vitiligo.
  • Feridas.
  • E, em casos mais graves, aceleração do envelhecimento da derme e câncer de pele.

 

Como aproveitar o sol com segurança?

Para evitar os efeitos negativos da radiação UV, o protetor solar deve ser considerado como um aliado, não apenas no verão, mas durante todo o ano. Os raios ultravioleta ou UV penetram nas camadas externas da pele e se movem para as mais profundas, onde podem danificar ou matar células da pele.

É por isso que é muito importante usar protetor solar facial todos os dias. Uma das áreas mais sensíveis é o rosto, que é quase continuamente exposta ao sol e aos raios UV diretamente. A espessura da pele nesta área do corpo é mais fina, o que contribui para torná-la mais frágil e vulnerável à radiação solar.

O lugar onde moramos também deve ser levado em conta. Na serra, por exemplo, a radiação é mais intensa à medida que sobe em altitude. Os efeitos da radiação são amplificados de 12% a 15% a cada mil metros de altitude.

 

5 dicas para usar o protetor solar corretamente

  • Siga as instruções do produto.
  • Escolha um protetor solar de acordo com o seu tipo de pele.
  • Use mesmo em dias nublados.
  • Mesmo que você use um protetor solar de alto fator, não prolongue sua exposição solar.
  • Evite a exposição solar entre meio-dia e 16h.
Loading...
Revisa el siguiente artículo