Mães pretendem manter filhos pequenos em casa mesmo após a reabertura das escolas

Entre os motivos estão o receio de que as crianças adoeçam e ou transmitam a Covid-19 a familiares e a possibilidade de seguir trabalhando de casa e cuidar das crianças

Por Verônica Fraidenraich – Canguru News

Muitas cidades já anunciaram a data de volta às aulas presenciais e os pais começam a pensar o que farão com os filhos quando as escolas reabrirem. Uma pesquisa realizada nas redes sociais do portal Canguru News mostra que a maioria das mães (65%) não pretende levar os filhos às escolas. Já 32% delas planejam que os filhos voltem às aulas assim que as escolas forem reabertas. Somente 2% disseram não saber ainda o que farão.

Outra enquete informal realizada em grupo de mães de Facebook também revelou que 55% das mães não têm intenção de que os filhos voltem às aulas quando elas forem retomadas de modo presencial. As justificativas são variadas e vão desde a preocupação das crianças adoecerem e ou transmitirem a Covid-19 para familiares ao fato de serem mães que trabalham em home office e têm condições de cuidar das crianças. Na enquete, muitas mães explicaram também que retiraram os filhos da escola, porque ainda não estão em idade escolar e ficarão em casa ao longo deste ano.

Um total de 22% das mães disse querer que os filhos retomem as aulas presenciais, seja porque precisam trabalhar e não têm com quem deixar as crianças, seja porque acreditam que retomar o contato com os amigos, professores e o ambiente escolar é importante após longo período de isolamento social. Ainda, outras 21% das mães disseram não saber o que vão fazer, preferindo aguardar a data do retorno chegar mais perto.

Leia também: Parques reabrem em SP mas espaços infantis seguem fechados; Zoológico e Zoo Safari também voltam a funcionar

Mãe escrevente diz não se sentir segura com o retorno escolar

Em São Paulo, o governo anunciou que pretende retomar as aulas presenciais no dia 8 de setembro, se todas as regiões do estado permanecerem na etapa amarela – a terceira menos restritiva segundo critérios de capacidade hospitalar e progressão da pandemia – por 28 dias consecutivos. No momento, o estado tem sete regiões na fase amarela.

Apesar dos cuidados e protocolos sanitários e de saúde impostos pelo governo para as escolas públicas e privadas de todo o estado, muitos pais e mães se questionam quanto a como tudo isso se dará na prática. Na dúvida, a escrevente Bianca Campos, que também vive em São Paulo, disse que a filha Manuela, de 5 anos, permanecerá em casa. “Não pretendo mandar porque não me sinto segura, acho que as escolas não têm como oferecer essa segurança às crianças”, afirma Bianca.

Leia aqui relatos de outras mães.

Leia também: Confira dicas para as configurações de privacidade e segurança no Instagram e no Tik Tok

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a newsletter da Canguru News. É grátis! 

Loading...
Revisa el siguiente artículo