Saltos de desenvolvimento do bebê: pediatra fala sobre o tema

Médica explica que esses saltos de desenvolvimento podem trazer mudanças comportamentais dos pequenos

Por Heloísa Scognamiglio - Canguru News

As mudanças nos bebês acontecem de forma muito rápida: em um piscar de olhos, os pais se surpreendem com o modo como eles se transformaram. É porque nesta fase da vida ocorrem os saltos de desenvolvimento do bebê. Esses saltos são momentos em que o pequeno vai adquirindo novas habilidades, descobrindo novas expressões, novos sons e o próprio corpo. Durante esses momentos, pode ser que haja também mudanças comportamentais no bebê. 

Leia também – OMS diz que alguns países onde escolas foram reabertas tiveram novos surtos de Covid-19

“O bebê está em constante desenvolvimento, mas esse ritmo não é linear, ou seja, há períodos acelerados e outros mais lentos”, explica a médica pediatra e neonatologista Thais Bustamante, da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Segunda a pediatra, quando ocorrem os saltos de desenvolvimento do bebê, o pequeno geralmente fica tão animado com a descoberta de novas habilidades, que quer praticá-las o tempo todo. Já as mudanças de comportamento surgem porque o pequeno se sente perdido e inseguro com as novidades, o que o leva a ficar mais grudado com a mãe. 

Leia também – 7 dicas para que os pais tenham mais paciência com as crianças na quarentena

Sinais clássicos de que está ocorrendo um salto de desenvolvimento do bebê incluem mudanças no apetite e no sono, além do pequeno ficar mais chorão, carente, só querendo colo – mas isso somente quando não há nenhum sintoma físico que demande uma visita ao pediatra. “É uma fase em que é preciso ter mais empatia e paciência com o neném. Converse, brinque, cante, leia para a criança e dê o colo que ela busca”, recomenda Thais. “Cada salto dura, em média, de alguns dias a algumas semanas, mas passa”. 

Leia também – Mães dizem que filhos seguirão em casa quando as escolas reabrirem

Confira alguns saltos de desenvolvimento do bebê que são previstos de acordo com a fase do pequeno: 

  • 5 semanas: há melhora da visão, sorrisos ocorrem com mais frequência e há a capacidade de chorar com lágrimas.
  • 8 semanas: percepção de sons, cheiros e sabores. O bebê começa a vocalizar conscientemente e percebe as mãos e os pés.
  • 12 semanas: consegue firmar a cabeça, gritar e passa a ter curiosidade pelo mundo.
  • 19 semanas: esse é um dos saltos mais longos e o bebê consegue segurar objetos, trocá-los de mão, levá-los à boca, começa a rolar… são muitas as descobertas do período. 
  • 26 semanas: o bebê senta sem apoio e compreende que as coisas podem trocar de posição (dentro e fora, frente e trás), entende que a mãe se afasta e adquire maturidade para receber alimentos sólidos.

“Apesar de serem mais facilmente perceptíveis em bebês, os saltos de desenvolvimento ocorrem em crianças e adolescentes. Então, não acabam nesta fase, apenas mudam com a maturidade da criança”, comenta a pediatra. 

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a newsletter da Canguru News. É grátis!

Loading...
Revisa el siguiente artículo