4 dicas para praticar o consumo consciente com os pequenos (mesmo em quarentena)

Já que estão todos em casa, vale aproveitar esse período para conscientizar as crianças da importância de criar hábitos saudáveis de consumo – desde a luz acesa em ambientes desocupados à reciclagem de lixo

Por Ivana Moreira

Com o confinamento das famílias em casa, houve um aumento no consumo de modo geral: alimentos, energia, água e internet. Essa realidade pode ser uma excelente oportunidade para repensar os costumes e começar a praticar hábitos saudáveis de consumo. Com a ajuda do clube de leitura "Leiturinha", selecionamos quatro dicas para envolver os pequenos neste desafio e promover a conscientização desde cedo.

1.  Evite o consumo exagerado 

Diante da pandemia, muitas famílias tendem a comprar por impulso e estocar produtos e alimentos, o que não é necessário. Quanto mais coisas compramos, mais jogamos fora e, assim, geramos mais lixo. O ideal é fazer pequenas compras, planejadas com antecedência e com prazo determinado. Por exemplo: pensar no cardápio da semana e comprar o necessário para esse período. Isso evita que os alimentos se estraguem por não serem consumidos.

Leia também: Consumo de adoçantes por crianças só aumenta; especialista alerta para riscos à saúde

2. Comece com práticas simples (se é que você já não as faz) e dê o exemplo às crianças

Ainda tem muita gente que sai do quarto e esquece de apagar a luz ou deixa a torneira aberta enquanto escova os dentes ou, ainda, deixa a geladeira aberta um bom tempo enquanto vai fazer outra coisa e só depois volta para fechá-la. São essas pequenas práticas que ajudam a criar hábitos saudáveis de consumo nas crianças.

3. Dê preferência às embalagens simples ou retornáveis 

As sacolas plásticas de supermercado demoram 450 anos para serem decompostas. Em vez de utilizá-las, portanto, prefira embalagens tamanho família, que demorarão mais para serem consumidas, e itens com menos embrulhos, reduzindo assim a quantidade de lixo produzido. Outra opção é levar bolsas recicláveis de casa para as compras.

Leia também: Reserva financeira de emergência: por que é preciso ter uma

4. Recicle o lixo 

Para garantir a reciclagem do material descartado em casa, é importante separar o lixo seco (embalagens, plástico, papéis, alumínio, vidro, etc.) do lixo orgânico (restos de comida, alimentos estragados, etc). Lembrando, porém, que o material reciclável não pode ter entrado em contato com contaminantes como óleos, graxas, cola, solventes e outros ou não poderá ser reaproveitado. Isso porque a remoção dos contaminantes dificulta e até impossibilita a reciclagem. A correta separação dos materiais é essencial para que o processo de reciclagem seja bem sucedido.

Veja mais 4 dicas de consumo consciente

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a newsletter da Canguru News. É grátis!

Loading...
Revisa el siguiente artículo