Distanciamento social na escola: como fazer com que as crianças mantenham a distância recomendada de outras pessoas

Pequenos terão que entender que não devem abraçar professora e coleguinhas quando as aulas voltarem

Por Heloísa Scognamiglio - Canguru News

Em um momento de flexibilização da quarentena e de expectativa de retorno das aulas presenciais para as crianças, é importante que os pequenos saibam os cuidados que deverão tomar. Assim como os adultos, eles também deverão usar máscaras, fazer a higienização frequente das mãos e manter uma distância de pelo menos dois metros de outras pessoas. Mas como fazer com as crianças mantenham esse distanciamento social na escola? 

Se já é difícil para os adultos, para as crianças a dificuldade é ainda maior. “Se pensarmos que a grande motivação da inserção de crianças a partir de 2 anos na escola é a interação social, a expressão de emoções, a troca de afetos, como fazemos para orientá-las que tudo que era ensinado não está valendo por um período?”, indaga a psiquiatra da infância e adolescência Fernanda Mappa. Ela é presidente do capítulo do Espírito Santo da Associação Brasileira de Neurologia e Psiquiatria Infantil (ABENEPI). “A resposta não é fácil e vamos precisar usar de toda nossa criatividade para esse propósito”, declara ela. 

Leia também – Consed divulga documento com orientações para retomada de aulas presenciais em todo o país 

Reportagem do jornal americano The New York Times indica que, para conseguir que as crianças mantenham o distanciamento social na escola, o melhor caminho é a conversa. Segundo a matéria, é fundamental que os pais conversem com os pequenos, explicando o que está acontecendo honestamente. A explicação deve acontecer de acordo com a idade da criança, já que o excesso de informações pode levar à ansiedade. 

Uma alternativa para a realização dessa conversa é a tentativa de mudar o foco das frustrações das crianças para as necessidades das outras pessoas, trabalhando o conceito de empatia com elas. O essencial é que os pequenos entendam que manter o distanciamento social na escola protege eles mesmos e também seus colegas, amigos, professores e família. 

Leia também – Consumo de adoçantes por crianças só aumenta; especialista alerta para riscos à saúde 

Fernanda também indica a conversa para  fazer com que as crianças cumpram o distanciamento social na escola. Para ela, os pais devem começar a orientar seus filhos em relação a isso o quanto antes, já que as crianças, assim como os adultos, se organizam com base na previsibilidade. Ela dá dicas do que pode ser dito para os pequenos:

  • “As aulas vão voltar, então precisamos lembrar que podemos manifestar alegria e satisfação de estarmos com os coleguinhas: com um sorriso, fazendo desenhos e levando para a professora e para eles. O que acha, vamos fazer isso?”;
  • “Por enquanto, não é legal abraçar os coleguinhas”; 
  • “Vamos evitar brincadeiras de ‘lutinhas’ com os amigos”; 
  • “Na escola, quando voltar, é possível que tenha que usar máscaras, então vamos treinar em casa?”; 
  • “Pode ser que tenha ‘marquinhas’ no chão onde cada criança precisará ficar”; 
  • “Esse monte de regrinha pode parecer chata, mas rapidinho vamos acostumar com elas, papai e mamãe vão ajudar e as professoras também”.

Leia também – Festas de aniversário na pandemia 

Outras opções  

Outra sugestão para que as crianças pratiquem o distanciamento social na escola é fazer com que isso se torne um jogo, segundo o The New York Times. As crianças podem ir acumulando pontos à medida que evitam o contato com as outras pessoas. A matéria do jornal americano também sugere recompensar o bom comportamento, motivando as crianças com elogios ou algo que elas gostem quando cumprem a medida de distanciamento. Ou então dar um castigo, tirar os privilégios da criança que desobedecer, como diminuir em 15 minutos o tempo que ela passa no iPad  – contanto que as regras e as consequências de não cumprí-las sejam explicadas antes e que a punição seja compatível com a infração. 

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a newsletter da Canguru News. É grátis! 

Loading...
Revisa el siguiente artículo