Veludo: a atualização elegante e arrojada que sua casa precisa

Por Bárbara Carvacho / Publimetro

É uma tendência há muito tempo e não é por menos, ele existe há milhares de anos. Nasceu no Extremo Oriente há mais de 3 mil anos e, desde o século XIV, é comercializado no Ocidente. O tecido, confeccionado com vários tipos de fibra, destaca-se pelo toque macio, razão pela qual costuma representar riqueza e prestígio, típicos de casas nobres pelo preço e pelo difícil acesso.

Mas não estamos mais falando apenas de uma herança de elite. Hoje o veludo é uma opção igualmente elegante, mas muito mais fácil de obter e mesmo a um bom preço, uma vez que a base de algodão e nylon reduziu seu custo.

Agradável ao toque e à vista, o veludo chegou para encantar sua casa. Usar veludo significa um toque de classe, mas também atitude. O passo definitivo para abandonar o medo das texturas e abraçar cores fortes e imponentes.

.

"É um material visualmente impressionante e possui propriedades leves que o tornam atraente para os olhos", conta José Antonio de Pablo, sócio-gerente da Manso. “Isso não significa que você precise usá-lo em toda a sua glória em qualquer espaço.

O veludo exige levar em conta as propriedades de que desfruta como material e entender o relacionamento que ele terá com outros elementos que o cercam. Em doses pensadas, é perfeito”, diz Pablo. “Ele enriquece visualmente um objeto e possui certas características que podem criar elementos mais marcantes, divertidos e ousados, porque possui uma textura atraente para os olhos e a luz.

O veludo mostra sua textura dependendo do ângulo de luz que o atinge e, quando está enrugado, também é muito bonito. Do ponto da fotografia, para não mencionar. É super fotogênico e esse é um atributo que nem todos os materiais possuem”.

.

Cor

A cor é o grande tema deste material: você pode procurar impacto com tons de vermelho ou verde, mas também pode optar por clássicos como azul ou mostarda. Agora se você preferir não dar tanto destaque a essa peça de mobiliário, uma boa opção é a cor do ano.

.

"Acho que, neste momento, não existem mais limites, há mais abertura", diz José Antonio de Pablo, e ele está certo. Podemos aproveitar o entusiasmo e brincar com as cadeiras e incorporar o veludo nas poltronas para dar um pouco de vida à sala de jantar.

Conjuntos monocromáticos, para combinar com a lâmpada ou a paleta de suas pinturas, são uma opção. “Temos possibilidades mais tradicionais, como estofos na sala, encostos de cadeiras, encostos de cama, cortinas ou murais. Vi padrões e texturas de cetim que impressionam por uma parede ", acrescenta.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo