Estudo relaciona vacina BCG a menos mortes por coronavírus

Instituto americano realizou pesquisa que comparou políticas de imunização de vários países

Por Verônica Fraidenraich - Canguru News

O New York Institute of Technology (NYIT), nos Estados Unidos, realizou uma pesquisa que apontou uma relação entre a vacina BCG (Bacillus Calmette–Guérin) e uma maior resistência contra a Covid-19. O estudo indicou que a vacina BCG pode estar relacionada a menos mortes por coronavírus. A vacina visa combater a tuberculose e é aplicada em recém-nascidos.

O estudo foi divulgado em março na publicação MedRXiv. O método utilizado foi o de comparação das práticas de imunização de vários países. Observou-se que as nações que não tinham uma prática de imunização universal que envolvia a vacina BCG estavam sendo mais afetados pelo coronavírus do que aqueles que a possuíam. 

A hipótese é que a vacina BCG ofereça uma proteção abrangente, que serve também contra infecções respiratórias com sintomas parecidos aos da Covid-19. Segundo a pesquisa, quanto mais cedo a prática de imunização é estabelecida no país, maiores as chances de grande parte da população ser protegida. 

Leia também – Drauzio Varella diz que crianças têm que usar máscaras: ‘Ensinando as crianças, nós vamos ensinar os adultos’

De acordo com o próprio instituto de tecnologia de Nova Iorque, enquanto o Irã, que iniciou uma política universal de vacinação BCG em 1984, tem uma taxa de mortalidade elevada (19,7 mortes por milhão de habitantes), o Japão, que iniciou a política de vacinação em 1947, tem taxa de mortalidade mais baixa (0,28 mortes por milhão de habitantes). O Brasil tem a imunização universal desde 1920 e tem uma taxa de mortalidade ainda menor (0,0573 mortes por milhão de habitantes).

Para os pesquisadores, já que a pesquisa aponta que a vacina BCG pode estar relacionada a menos mortes por coronavírus, ela pode ser considerada uma nova ferramenta potencial na luta contra o coronavírus. A vacina BCG existe há quase 100 anos e é uma das mais utilizadas no planeta, protegendo crianças da meningite e da tuberculose.

Quer ler mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a newsletter da Canguru News.

Loading...
Revisa el siguiente artículo