Por conta do coronavírus, Renault estende parada das fábricas até 3 de maio

Por Wellington Botelho

Em função da evolução do cenário do coronavírus (Covid-19), a Renault do Brasil decidiu prorrogar a paralisação das quatro fábricas do Complexo Ayrton Senna até 03 de maio.

Inicialmente, haviam sido estabelecidas férias coletivas até 14 de abril, conforme revelado pela empresa em comunicado. Confira texto:

"Em função da evolução do cenário do coronavírus (Covid-19), a Renault do Brasil decidiu prorrogar a paralisação das quatro fábricas do Complexo Ayrton Senna até 03 de maio. Inicialmente, haviam sido estabelecidas férias coletivas até 14 de abril.

O Sindicado da categoria informou que, em consulta durante plenária, foi reprovada a possibilidade de colocar em ampla votação pelos colaboradores da Renault do Brasil as medidas de flexibilidade previstas na MP 936, que instituiu o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, de 1º de abril, mesmo a empresa tendo proposto condições superiores às estabelecidas na medida provisória.

Portanto, ficou decidido:
Dia 15/04: Dia não trabalhado (DNT), a ser compensado futuramente.
Dias 16/4 e 17/4: Antecipação de feriados nacionais (21/04 e 07/09).
De 20/04 à 30/04: Férias coletivas.

Retorno ao trabalho em 04 de maio considerando que 1º de maio é feriado nacional e 2 e 3 de maio caem no final de semana".

Com informações da Renault

LEIA TAMBÉM: 

Loading...
Revisa el siguiente artículo