As dicas que você precisa conhecer para ter uma cozinha funcional

Por Metro Jornal

O ponto de encontro de famílias ou casais dentro de casa é a cozinha. Se eles têm a oportunidade de tomar café da manhã, almoçar ou jantar juntos, é o espaço em que todos se encontram em algum momento do dia.

Para alguns, é o local onde as atividades começam com um café da manhã em família, alguns têm a oportunidade de comer juntos alguns dias da semana e outros aproveitam a preparação do jantar para falar sobre o que fizeram no trabalho ou na escola, mesmo em ocasiões especiais.

As cozinhas são apreciadas na companhia de seus entes queridos, seja no Natal, em aniversários ou em algum dia especial. Isso faz com que seja um dos ambientes mais importantes.

Portanto, para seu funcionamento e uso adequados, deve ser planejado com um design e distribuição inteligentes que permitam que você aproveite e aproveite ao máximo esse espaço.

As cozinhas são o espaço mais completo, complexo e interessante para projetar dentro de uma casa, porque, apesar de serem tão comuns, quando não são projetadas adequadamente, podem se tornar um campo de batalha ao usá-las.

Para ter uma cozinha funcional, há aspectos essenciais a serem levados em consideração.

1. Distribuição

A distribuição deste espaço deve contemplar três pontos principais: área de trabalho, limpeza e armazém. Essa distribuição pode ser desenvolvida de várias maneiras:

  • COZINHAS DE DISTRIBUIÇÃO LINEAR

É distribuída na parede da cozinha para realizar as atividades em linha reta. Geralmente, é a melhor solução em cozinhas pequenas.

.

  • COZINHAS EM L

É distribuído em duas paredes, o que facilita a distribuição da área de trabalho, limpeza e armazém, bem como a distribuição para melhor aproveitamento do espaço.

.

  • COZINHAS DA ILHA

Esses tipos de cozinhas são desenvolvidos em espaços maiores e melhoram significativamente a função, distribuindo cada área em uma seção adequada da sala e, em seguida, criando um triângulo de funcionalidade ainda mais claro e definido para uma cozinha, conectando-se a uma distância ideal.

.

  • COZINHAS EM U

Essas cozinhas, distribuídas por três paredes da sala, permitem melhor aproveitamento do espaço e melhor distribuição das tarefas, permitindo um tráfego mais livre para os usuários.

Como estas são algumas das principais formas de distribuição nas cozinhas, elas também podem ser misturadas e, assim, melhorar o funcionamento da cozinha.

.

2. Materiais

Algo essencial na cozinha é a seleção de materiais, que devem ser fortes e duráveis. Ao converter esse investimento em um bom uso, deve-se escolher a melhor opção, pois, às vezes, os materiais mais baratos não são ideais para esses espaços e passam a ser mais uma despesa do que um investimento, afetando a função e a durabilidade da cozinha.

Seja o material de cobertura como granito, quartzo, mármore, aço inoxidável etc. Móveis de armazém devem ser selecionados de acordo com as necessidades do usuário, a fim de obter um desempenho ideal do espaço.

3. Equipamento

O equipamento de trabalho escolhido deve ser da melhor qualidade para otimizar o funcionamento da cozinha. Grelha, fornos, geladeira, exaustor etc.

Todo equipamento usado para trabalhar deve ser cuidadosamente pensado de acordo com as dimensões do espaço e as necessidades de quem os usará.

A aquisição de equipamentos de cozinha de qualidade é sempre um bom investimento que compensa a possibilidade de atender atempadamente a cada usuário, que através da eficiência desse espaço, não apenas prepara e desfruta da comida, mas também compartilha um espaço de integração.

4. Projeto

Sendo a distribuição, os materiais e os equipamentos os aspectos mais importantes para o funcionamento de uma cozinha, a parte do projeto é aquela que garantirá que estes convirjam em um ponto, para que o espaço seja não apenas funcional, mas também esteticamente agradável. Por isso, você precisará de um.

Fonte: Publiemtro.

Loading...
Revisa el siguiente artículo