É de pequeno que se aprende a dormir

Por Verônica Fraidenraich - Canguru News

Grande parte da população adulta tem queixas de sono: uma pesquisa divulgada pela Associação Brasileira do Sono mostrou que 43% dos brasileiros não tem um sono restaurador e apresentam sinais de cansaço no decorrer no dia. Mais alarmante é saber que essas queixas têm origem nos hábitos da infância – daí a importância em cuidar para que as crianças durmam bem.

Cada faixa etária tem uma recomendação específica para a quantidade ideal de horas a serem dormidas. Tão importante quanto o tempo é a qualidade do sono. Segundo os especialistas, é preciso investir na “higiene no sono” para que os pequenos aprendam desde cedo como garantir que as horas de pijaminha sirvam de fato para recarregar as baterias.

Confira as recomendações:

  • Crie uma rotina diária consistente, com hora para se deitar e para se levantar, com diminuição das atividades e promoção de atividades relaxantes pelo menos uma hora antes do horário estipulado.
  • Corte os estímulos luminosos como smartphones, tablets e televisão nesse período.
  • Evite substâncias estimulantes (ex.: cafés, chás com cafeína, refrigerantes, chocolate) e grande quantidade de líquidos a partir do final da tarde.
  • Defina o local certo para o sono, em um ambiente com poucos estímulos e a menor luminosidade possível.
  • Revise a qualidade e adequação de colchões e travesseiros que seu filho usa, periodicamente, para evitar desconfortos.

"Cuidar do sono na infância é peça chave para promover um crescimento e desenvolvimento saudáveis, bem como para prevenir hábitos da vida adulta que podem impactar na negativamente na saúde e na produtividade", lembra a pediatra Talita Rizzini, do Hospital Leforte.

Loading...
Revisa el siguiente artículo