5 coisas que você precisa saber para planejar a primeira viagem para a Europa

Por Nathalia Marques

A emoção de conhecer o novo continente realmente é alta. Afinal, por lá, além de lindas paisagens, há muitas histórias que podem ser descobertas.  No entanto, para que tudo ocorra como o esperado, é essencial entender como planejar a primeira viagem para a Europa. Pensando nisso, aqui vão cinco coisas que você precisa saber antes da programação da viagem:

1. Escolha dos destinos

Conhecer o máximo de destinos possíveis é algo comum entre os turistas. Só que isso pode sair caro. A Maxmilhas, plataforma de venda de passagens e compras de milhas, explica que o ideal é eleger algumas capitais como base e fazer passeios de um dia a partir delas.

“Saindo de Bruxelas, o turista pode viajar para Amsterdã ou Luxemburgo em um par de horas. Também estará muito perto da romântica Bruges, pequena cidade da Bélgica. Outra opção é se hospedar na econômica Bratislava, capital da Eslováquia, e usá-la como base para conhecer Viena, Graz e Budapeste”.

2. Temperaturas e temporadas

Seja no inverno ou no verão, as temperaturas na Europa podem alcançar extremos. “Viajar entre dezembro e fevereiro para a região dos Alpes, Polônia ou os países bálticos, por exemplo, pode significar temperaturas muito abaixo de zero”.

A plataforma ainda explica que durante o verão as máximas passam facilmente dos 40 graus na França, Itália e na península ibérica.

“Em julho e agosto, as principais atrações do continente ficam apinhadas de turistas e locomover-se pode ser uma grande dor de cabeça. Sem falar que os preços vão às alturas. A melhor época para conhecer a Europa é sem dúvidas na primavera ou no outono”.

3. Passagens aéreas

A plataforma recomenda comprar as passagens aéreas com antecedência, pois isso pode proporcionar economia. O voo de ida e volta para a Europa corresponde a uma parcela significativa do orçamento, logo, conseguir bons preços é fundamental.

4. Moeda

A maior parte dos países da Europa Ocidental adotou o euro como moeda. “Dessa forma, o turista pode viajar para a França, Espanha, Itália e Alemanha, dentre muitos outros destinos, apenas com euros no bolso. Se quiser passar pelo Reino Unido, Hungria, República Tcheca e pela maioria dos países escandinavos, por exemplo, terá que adquirir as moedas locais".

5. Visto

“Brasileiros não precisam de visto para viajar por até 90 dias pelos países signatários do Acordo Schengen. Do tratado, participam todos os membros da União Europeia, exceto a Irlanda, além de Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein. Basta desembarcar em um aeroporto de um desses países com um passaporte válido por pelo menos mais seis meses”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo