LATAM Pass anuncia novas regras que facilitam qualificação para clientes elite

Por Wellington Botelho

O LATAM Pass, programa de fidelidade do Grupo LATAM Airlines, anunciou nesta terça-feira (3) novos benefícios aos clientes, que visam aprimorar a qualificação para a subida das categorias Elite.

Como revelado pela empresa em comunicado, as mudanças fazem parte da estratégia de assegurar as vantagens competitivas do programa oferecendo a melhor experiência dos benefícios em voos. As regras entram em vigor em 1º de abril de 2020. São elas:

Pontos qualificáveis para subir de categoria

Todos os clientes que buscam atingir as categorias Gold Plus, Platinum ou Black precisarão de menos pontos qualificáveis no programa. As regras para as categorias Gold e Black Signature não se alteram.

Nova modalidade para qualificação de categoria

Além de permitir que os clientes possam subir de categoria com menos pontos qualificáveis, o programa ainda lança uma nova modalidade para  esse upgrade: a quantidade de voos realizados.

“Os clientes voarão normalmente, incluindo voos operados por parceiras da companhia (desde que sejam comercializados pela própria LATAM) e acumularão pontos normalmente baseados nas regras do programa. No entanto, mesmo que não atinjam a quantidade mínima de pontos qualificáveis (mencionados na tabela acima), poderão ter o upgrade dependendo do número de voos realizados entre 1º de janeiro e 31 de dezembro do mesmo ano”.

Como informado, ainda, para acelerar esse processo, se os clientes optarem por voar nas cabines Premium Economy ou Premium Business, somam dois voos, ao invés de apenas um.

74 milhões de passageiros

Ainda de acordo com informações divulgadas pela companhia, o Grupo LATAM Airlines registrou um salto histórico no número de passageiros transportados desde a associação entre LAN e TAM, com 74 milhões de passageiros em 2019, um crescimento anual de 7,8%.

O crescimento foi impulsionado pelas operações domésticas no Brasil e nos demais países sul-americanos (Chile, Colômbia, Peru, Argentina e Equador), consolidando o grupo como o principal na América Latina e um dos mais relevantes do mundo.

Com informações da LATAM

LEIA TAMBÉM: 

Loading...
Revisa el siguiente artículo