5 passeios baratos e tranquilos em São Paulo para quem quer fugir do Carnaval

Por Nathalia Marques

Se você é um brasileiro não praticante e o que mais deseja é passar os dias de folga com tranquilidade, aqui vai uma boa notícia: há passeios em São Paulo que cabem no bolso e são perfeitos para quem quer fugir do Carnaval. Junte sua família ou amigos e aproveite os dias de folga para:

1. Conhecer o Museu de Arte de São Paulo (Masp)

A maioria dos paulistanos ainda não conhece o Masp, um dos museus mais importantes da cidade. Por isso, é uma programação interessante para fugir do Carnaval. O museu conta com diversas exposições e o ingresso custa R$45.

2. Passear pelo Pavilhão japonês

Poucas pessoas sabem, mas dentro do Parque Ibirapuera há um espaço de total calmaria. O Pavilhão japonês foi entregue pela colônia japonesa no quarto centenário da cidade de São Paulo. O local é repleto de árvores, plantas e uma construção inspirada no Palácio Katsura de Quioto. A entrada é totalmente gratuita.

3. Passar uma tarde tranquila no Templo Zulai

É o primeiro templo do Monastério Fo Guang Shan na América Latina e está localizado em Cotia, região metropolitana de São Paulo. O local conta com uma arquitetura única e ainda tem museu, cafeteria, lojinha, refeitório, jardim e outros espaços. A entrada no templo e o estacionamento são gratuitos.

4. Entrar em contato com a natureza no Jardim Botânico

O lugar perfeito para fazer um piquenique com os amigos e familiares ou simplesmente passar a tarde lendo um livro e em contato com a natureza. O Jardim Botânico é repleto de natureza e ainda conta com uma lanchonete e um restaurante. O valor da entrada é R$10.

5. Aprender sobre história no Memorial da Resistência

O Museu é uma aula de história. Ele é dedicado à “preservação de referências das memórias da resistência e da repressão políticas do Brasil republicano (1889 à atualidade) por meio da musealização de parte do edifício que foi sede, durante o período de 1940 a 1983, do Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo (Deops/SP), uma das polícias políticas mais truculentas do país, principalmente durante o regime militar”. A entrada é gratuita.

Loading...
Revisa el siguiente artículo