Depressão pode ser desencadeada pela genética, aponta estudo

Por Nathalia Marques

A depressão é considerada o mal do século. O transtorno afeta 322 milhões pessoas no planeta, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Brasil, por exemplo, é o segundo país com população mais deprimida da América Latina.

Ainda que seja um transtorno “comum”, as causas do desencadeamento eram um ministério. No entanto, a ciência vem conquistando passos importantes para entender a depressão. Cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, por exemplo, conquistaram uma descoberta interessante.

O estudo divulgado na “Nature Communications” explica que há cerca de 80 genes quem podem desencadear uma depressão. Os pesquisadores estudaram o código genético de 300 mil pessoas para encontrar as partículas do DNA que poderiam se relacionar com o desencadeamento da depressão.

As informações coletadas pelo banco de dados genéticos foram utilizadas para fazer as comparações. David Howard, pesquisador que coordenou o relatório, explica que “o estudo identificou  os genes que têm potencial para aumentar nosso risco de desenvolver uma depressão, servindo como evidência de que a doença também é um distúrbio genético”, finaliza.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo