Dicas: como proteger seu bichinho de estimação nas festas de Ano Novo

Fogos de artifício e petiscos a mais colocam em risco o bem-estar dos animais

Por Band.com.br

A preocupação com animais de estimação aumenta no fim do ano. Os bichos são mais sensíveis aos barulhos de fogos de artificio e ficam mais expostos a problemas alimentares nessa época.

Internações em casos como pancreatite, por exemplo, aumentam em até 30% no período de festas. "Os animais acabam ingerindo comida de ceia, pedaços de peru com fragmento de ossos, ou uva passa ou macadâmia, que são alimentos tóxicos para eles", explica Mário Marcondes, diretor clínico de hospital veterinário.

A procura pelos hotéis para animais também aumenta. No hotel de um hospital veterinário, os pets ficam em uma área com isolamento acústico para minimizar os efeitos dos fogos de artifício durante a virada.

"Eles ouvem cinco vezes mais alto do que a gente. Então se para nós o barulho pode ser incômodo, imagina para eles", acrescenta Marcondes, que elenca os tipos de problemas que o barulho extremo pode ocasionar nos pets. "O animal pode ter convulsão, animais com problemas cardíacos também podem descompensar por causa do som dos fogos".

No hotel, cuja procura por vagas aumenta 50% e fica lotado na época do final do ano, cada pet tem sua suíte, com direito a TV e som ambiente, tudo feito para acalmar os bichos. Na hora de lazer, eles gastam energia nos espaços do ambiente e ainda fazem amizade com outros animais que também estão hospedados.

Técnica caseira
Uma técnica caseira que pode surtir efeito é o abraço fictício. Com um pano ou roupa específica você pode envolver o cão para que a circulação sanguínea seja estimulada, e assim, protegido, ele deve ficar menos tenso e irritado.

Veja como fazê-lo a seguir:

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo