Mulheres mais velhas podem reduzir pela metade o risco de câncer de mama com nova terapia hormonal

Por Luís Cunha

Mulheres mais velhas podem reduzir pela metade o risco de câncer de mama com nova terapia, aponta pesquisa divulgada pelo Mirror. O hormônio feminino estrogênio ajuda os tumores a crescerem, e tomar um medicamento para bloqueá-lo reduz o risco de desenvolver a doença.

A versão mais popular é o tamoxifeno, mas agora há uma nova versão para deter os tumores. No estudo — com quase 4 mil mulheres que tiveram câncer de mama ou possuem em alto risco devido ao histórico familiar —, o anastrozol melhorou a proteção a longo prazo para quem o tomou por cinco anos.

Até sete anos depois, a incidência de câncer de mama foi de 49%. Isso é significativamente melhor do que a redução de 28% registrada para mulheres que receberam tamoxifeno. Os pesquisadores também descobriram que o anastrozol tem menos efeitos colaterais.

A doutora Ivana Sestak disse ao portal: “as descobertas significam que, para cada 29 mulheres que tomam anastrozol por cinco anos, um caso de câncer de mama será prevenido durante um período de 12 anos”.

Os resultados foram apresentados no Simpósio de Câncer de Mama de San Antonio, no Texas.

Loading...
Revisa el siguiente artículo