Mulheres que costumam tingir o cabelo têm mais chances de desenvolver câncer de mama, diz estudo

Por Rodrigo Almeida

Um estudo intitulado “The Sister Study” (o estudo da irmã) publicado neste mês no Jornal Internacional de Câncer revisou os dados de mais de 46 mil mulheres entre 35 e 74 anos.

O objetivo do trabalho era descobrir causas do câncer de mama e para isso estudou os ambientes, comportamentos e genes das pacientes e das irmãs delas.

No questionário apresentado a elas, foi perguntado qual tinta de cabelo elas usavam nos 12 meses analisados. Oito anos depois, os cientistas revisitaram as mulheres e 2764 casos de câncer foram reportados.  E isto foi o que acharam:

Tintura para cabelo pode ser um fator cancerígeno

Tintura permanente foi associada ao câncer de mama. Segundo pesquisas, o risco da doença aumenta em 45% nas mulheres negras que tingem o cabelo a cada 6 semanas, e em 6% nas mulheres brancas.

Outro tipo de produto químico que pode contribuir são os alisadores. De acordo com o Draxe. com, eles também aumentam as chances de desenvolver a doença.

Mulheres que usaram estes produtos a cada cinco e oito semanas tiveram 30% a mais chances de ter câncer de mama.

Por outro lado o portal ressalta que aplicações não profissionais ou tinturas e alisadores semipermanentes não apresentaram tais perigos.

Loading...
Revisa el siguiente artículo