Com investimento de quase 2 bilhões de dólares, LATAM anuncia novos acordos de codeshare com a Delta

Por Wellington Botelho

O Grupo LATAM revelou nesta segunda-feira (2) que as suas afiliadas LATAM Peru, Colômbia e Equador firmaram acordos de codeshare com a companhia americana Delta (sujeitos à aprovação regulatória necessária).

Em comunicado, a empresa revelou detalhes da parceria anunciado em 26 de setembro deste ano, onde a aérea americana investirá US$ 1,9 bilhão em uma participação de 20% na LATAM.

Como revelado, os novos acordos de codeshare representam o primeiro passo da parceria entre empresa e Delta que combinará as malhas aéreas complementares dos dois grupos.

LATAM Reprodução

As duas estão trabalhando em uma transição gradativa que inclui o fortalecimento de seu acordo interline, o estabelecimento de acordos que permitam acesso recíproco às salas VIP e benefícios mútuos para os passageiros frequentes, além do desenvolvimento de novos acordos bilaterais de codeshare.

Os três acordos de codeshare firmados com a Delta oferecerão aos clientes da companhia a possibilidade de acessar até 74 destinos nos Estados Unidos e no Canadá, abrindo até 51 destinos na América do Sul para os passageiros da Delta. A partir do primeiro trimestre de 2020.

A empresa também planeja estabelecer acordos de codeshare da Delta com as suas afiliadas no Brasil e no Chile já no próximo ano.

American Airlines

Como revelado, a LATAM encerrará formalmente todos os seus acordos de codeshare com a American Airlines em 31 de janeiro de 2020. Os clientes que, antes desta data, adquiriram passagens com a LATAM para voos da American Airlines programados a partir de 1º de fevereiro de 2020 terão direito aos mesmos serviços, sem alteração das condições de viagem.

Os acordos de passageiros frequentes da LATAM e da American Airlines e para acesso recíproco às salas VIP permanecerão em vigor até a empresa sair da oneworld.

Saída da aliança oneworld

Em setembro de 2019, a companhia notificou a oneworld e seus parceiros que deixaria a aliança dentro de um ano, de acordo com o prazo padrão para esta notificação.

Ainda de acordo com o comunicado, a empresa está avaliando uma data antecipada para a saída e comunicará qualquer alteração oportunamente.

Com informações da LATAM

LEIA TAMBÉM: 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo