PUC-SP realiza terceira edição de festa literária

Por Metro Jornal

Com o tema “O popular e as bordas: do passado ao presente”, a terceira edição da FliPUC (Festa Literária da PUC-SP) acontece nos dias 4, 5 e 6 de novembro, com mesas de debate, oficinas temáticas, exposição e vendas de livros (que chegam a 30% desconto), lançamentos de obras e sessões de autógrafos com autores.

A festa acontece no campus Monte Alegre, na rua Monte Alegre, 1.024, em Perdizes. As mesas de debate ocorrem no Tucarena, enquanto a Feira de Livros estará montada no saguão em frente ao auditório.

No encerramento, um sarau de poesias, seguido por uma apresentação de concerto de piano com o norte-americano Javier Clavere. Durante toda a FliPUC haverá a Videoinstalação “Jerusa: a Senhora Barroca”, com direção de Elisabete Alfred.

A Festa Literária, que busca promover o debate em todas as áreas do conhecimento, incentivar a leitura e divulgar sua produção, é uma realização conjunta da Educ – a editora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e da PUC-SP. Todos os debates, assim como o concerto de encerramento, têm entrada franca. Veja aqui a programação completa: http://www.pucsp.br/flipuc

Programação:

Dia 4 de novembro, segunda-feira – Abertura da 3ª. FliPUC

10h – Abertura da 3ª. FliPUC: Jerusa e a América Latina
Debatedores: Amálio Pinheiro, Diana Junkes, Ademir Assunção e Lucio Agra
Mediação: Lucia Santaella

12h – Sessão de autógrafos
· Inteligência e Artificial & Redes Sociais (Educ, 2019)
Lucia Santaella (org.)
· Jornada internacional América Latina (Intermeios, 2017)
Amálio Pinheiro (org, junto com Jerusa Pires Ferreira)

14h – Jerusa: dos pactos diabólicos ao tecido fáustico
Debatedores: Valdir Baptista e Marcio Seligmann-Silva
Mediação: Adriano Sousa

16h – Vou cantar até que a voz me doa
Com Heloísa Valente e Wladimir Mattos

19h – Ficção Científica
Debatedores: Lidia Zuin, Fábio Fernandes e Nelson de Oliveira
Mediação: Marcelo Graglia

Dia 5 de novembro, terça-feira

10h – Cultura das Bordas
Debatedores: Marco Bin, Valdir Baptista e Bernadette Lira
Mediação: Lucio Agra

12h – Sessão de autógrafos
· Décio Pignatari, vida em noosfera (Educ, 2017)
Lucio Agra
· A paixão inútil (Patuá, 2019)
Marco Antonio Bin

14h – Histórias tradicionais: diálogos com a ancestralidade brasileira
Oficina com Daniel D’Andrea

16h – Armadilhas da memória
Debatedores: Irene Machado, Caroline Paschoal Sotilo e Inês Amarante
Mediação: Monica Rebecca Ferrari Nunes

18h – Sessão de autógrafos
Cosplay, Steampunk e Medievalismo: memória e consumo nas teatralidades juvenis (Sulina, 2017)
Mônica Rebecca Ferrari Nunes (org.)

19h – Escrita literária, escrita acadêmica – proximidades e distâncias
Debatedores: Vicky Weischtordt, Edmilson Felipe da Silva e Jorge Claudio Ribeiro

20h – Sessão de autógrafos
· Ela me tira pra dançar (Patuá, 2018)
Jorge Claudio Ribeiro
· O cio da salamandra não seduz camaleões (Penaluz, 2018)
Edmilson Felipe da Silva

20h30 – Audição para Jerusa
Com Antonio Nóbrega
Debatedores: Adriano Messias e Gustavo Rick Amaral
Mediação: José Luiz Goldfarb

Dia 6 de novembro, quarta-feira

10h – Antropoceno: o fim da civilização? Uma visão semiótico -psicanalítica

12h – Sessão de autógrafos
· Oir o rio (Sowilo, 2019)
· Pomo da discórdia – a história da Guerra de Troia (Sowilo, 2019)
· Diário da escola de assombrações (Sowilo, 2019)
· Comunicação e Antropoceno: os desafios do humano (Educ, 2019)
Adriano Messias

14h – Oficina – Microconto, com Edith Chacon

16h – SLAM: Voz de Levante
Exibição do documentário, seguido de debate.
Roberta Estrela D'Alva e Tatiana Lohmann (diretoras) e o poeta Lucas Afonso
O documentar venceu o prêmio especial do júri e prêmio de Melhor Direção de Documentário no 19º Festival Internacional do Rio (2017) e de Melhor Filme no FIM – Festival Internacional de Mulheres no Cinema (2018). O filme aborda a chegada no Brasil dos poetry slams, batalhas performáticas de poesia falada que se alastraram por todo o País com enorme impacto no público jovem e periférico.

18h – Lançamento da seleta de poemas
#poesianapuc
Leitura de poemas “Sete Cromos para Breves”, de Jerusa Pires Ferreira.
com Lucio Agra
*
Grupo Riverão, formado por três poetas, Diego Diasa, Gabriel Kerhart e Walter Vetor – que declamarão poesias.
*
Benito Campos e Esther Proença Soares

20h30 – Encerramento: Apresentação musical de piano
com Javier Clavere (Estados Unidos), evento conjunto com o 19º Encontro Internacional sobre Pragmatismo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo