5 alimentos ricos em amido que podem ser perigosos para quem faz dieta e quer emagrecer

Por Rodrigo Almeida

Ao começar uma dieta, as pessoas tendem a focar em exercícios físicos e tentam ao máximo evitar sobremesas e gorduras. No entanto, como parte fundamental, a alimentação deve ter atenção redobrada principalmente, se a ideia é fazer trocas inteligentes que possam reduzir a ingesta de calorias.

“Os carboidratos podem ser divididos em três principais categorias principais: açúcar, fibra e amido. Os amidos são o tipo de carboidratos mais comumente, consumido e uma ótima fonte de energia para muitas pessoas. Os cereais e tubérculos são fontes comuns”, explica o portal Health Line.

Muitos dos amidos que as pessoas comem atualmente são altamente refinados, e isto pode resultar em um rápido aumento dos níveis de açúcar no sangue, mesmo sendo considerados carboidratos complexos.

Além do mais, as variedades refinadas não contêm nutrientes e fibras originais, o que pode contribuir com aumento de peso. Por tudo isso, devemos ficar de olho nos alimento que contêm grande quantidade de amido e controlar a ingesta. Confira a lista elaborada pelo sítio Nueva Mujer.

Farinha de milho

milho tortilla Reprodução/ Pixabay

Ela contém certos nutrientes, é muito rica em carboidratos e amido. Uma xícara de 159g contém 1126g de carboidratos, dos quais 117 são amidos, ou seja, 74% do total.

Bolachas de sal

Elas são feitas com farinha refinada, levedura e bicabornato de sódio. Mesmo que contenham poucas calorias, também são baixas em vitaminas e minerais, e altas em amido, é claro.

Macarrão instantâneo

O macarrão instantâneo oferece praticidade de uma refeição rápida, contudo, o nível de processamento é alto e a quantidade de nutrientes muito baixa. Eles são ricos em gordura trans, sódio e carboidratos.

Um pacotinho contém 54g de carboidratos e 13,4g de gordura. A maioria dos carboidratos é proveniente do amido presente na farinha, segundo o Health Line.

Pães

pao branco Reprodução/ Pixabay

É um alimento básico da alimentação ocidental e a maioria consume a forma branca, que além de mais barata e a que oferece maior quantidade de carboidratos. O índice glicêmico dele é extremamente alto também, o que contribui para o aumento do nível de açúcar no sangue.

Arroz

O arroz branco é a parte mais rica em amidos do cereal. Em uma porção de 100g encontram-se 80,4g de carboidratos, dos quais 63,6% são amidos. Ao cozinha-lo parte deste amido é perdido, mas a quantidade continua permanecendo alta.

A variedade integral contém mais fibras e corta um pouco da sensação de sonolência após uma pratada de arroz.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo