Este é o motivo pelo qual você não deve dar água para os bebês recém-nascidos

Por Rodrigo Almeida

Se você pensa que os bebês precisam tomar água como os adultos para se manterem hidratados, pode ser que você esteja pondo a vida deles em risco.

O adulto saudável é composto por 55% a 60% de água, enquanto o bebê tem em média 75%. E esta diferença é o motivo pelo qual os bebês não podem tomar água antes dos sies meses de idade.

A água que emana de poços, mananciais e fontes minerais é perigosa para a saúde dos pequenos já que de acordo com o estudo da Universidade de York, no Canadá, as altas concentrações do mineral resultam toxicas para o cérebro.

Desde a década de 1950, estacoes de tratamento de água agregaram flúor à bebida. Apesar de ser a melhor opção para adultos o mesmo não pode ser dito quando se fala dos bebês. As crianças menores de seis meses não devem tomar água nunca ,segundo o Centro Infantil Johns Hopkins, em Baltimore.

Consumir muita água pode por a vida deles em risco de uma infecção potencialmente mortal conhecido como intoxicação por água. Nesta idade só existe um alimento necessário, o leite materno. A fórmula infantil também é uma alternativa.

Por que a água não é adequada para os recém-nascidos?

Independente do clima, a única coisa que seu bebê precisa é o leite materno. Dar água a ele, quer dizer que a criança receberá menos nutrientes do leite.

Isto pode pô-los em risco de retardar o desenvolvimento intelectual, que pode ser comprometido, tendo em vista que os três primeiros anos de vida são essenciais para a formação do cérebro.

Além disso, os rins também podem ser danificados, pois ainda não estão maduros o suficiente para processar as cargas de sódio que veem junto com o excesso de água.

Isso pode afetar a atividade cerebral, pois os primeiros sintomas de intoxicação por água pode incluir irritabilidade, sonolência e outros câmbios mentais. Outros sintomas incluem baixa temperatura corporal, e inchaço no rosto e convulsões.

Outros cuidados se ter é a quantidade de água usada nas fórmulas infantis e bebidas pediátricas que contenham eletrólitos.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo