Pesquisadores espanhóis encontram proteína capaz de retardar o envelhecimento

Por Rodrigo Almeida

O colágeno é a proteína principal para aqueles que querem cuidar da pele e a de mais fácil acesso também. Mas agora um grupo de cientistas espanhóis descobriu uma proteína que pode retardar o envelhecimento.

A pesquisa foi liderada pelos professores Juan Calos Izpisúa e Pedro Guillén, da Clínica CEMTRO de Madrid, em conjunto com o Instituto Salk da Califórnia.

Eles encontraram a proteína DGCR8, que contribui significativamente “no rejuvenescimento das células-tronco adultas permitem regenerar mais eficazmente os osso e cartilagens, assim como ajudar a reduzir a inflamação muscular”, explicou o portal IM Médico Hospitalario.

A proteína que retarda o envelhecimento

“A pesquisa que só foi possível graças a uma combinação de tecnologias de ultima geração, trata de um tratamento segura que poderia ajudar a combater declínios fisiológicos relacionados à idade como a artrose”, diz o artigo.

Os resultado foram publicado nas revista Nature e o projeto foi intitulado “Estabilizando a heterocromatina com DGCR8; alivia osteoartrite e senescência”.

“O estudo permite aprofundar conhecimento dos mecanismos moleculares e celulares que estão associados ao envelhecimento, aportar soluções para doenças degenerativas e contribuir com a melhora de saúde de muitas pessoas”, manifestou o estudo.

FONTE: NUEVA MUJER


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo